Chamado de Saara do Peru, esse lugar é um dos mais incríveis de toda América do Sul. O mais legal é devido à grande procura dos turistas, acabou sendo um dos pontos turísticos mais disputados do país. Porém, nem sempre é fácil saber como ir para Huacachina.

De forma simples e rápida, saiba que há duas boas ideias, partindo de Ica ou de Lima. Abaixo, a gente vai falar sobre cada dessas partidas. Porém, antes disso, a nossa recomendação é a de que você estude e entenda mais sobre esse lugar fascinante que fica aqui pertinho de nós.

 

O oásis peruano

Huacachina é uma vila pequena que fica no sudoeste do país. Está há 5 quilômetros de Ica e um pouco mais longe de Lima (300 quilômetros). Além da localização, o que você tem que saber é que esse lugar é mesmo um paraíso, que tem um lago natural, com dunas de areia.

Assim, a vila é um grande cenário para o cinema, sendo uma das belezas naturais que mais valem a visita e o passeio. Outra coisa é que se transformou em uma espécie de “resort” para todas as famílias da região, quando buscam viagens a descanso e para relaxar.

Tentar praticar o sandboard ou apreciar o pôr do sol das dunas é um tipo de passeio que não pode ficar de lado para quem vai passar por lá. Entre as outras opções, nós temos, o passeio de buggy pelas dunas, que é aquela hora que dá para tirar as melhores fotos para o Instagram.

Mas, nos próximos tópicos vamos litar um pouco mais das atrações turísticas de Huacachina. Antes disso, porém, considere que sobre a história, o lugar foi construído ao redor de um lago natural de cor verde. Isso nos anos 60. Mas, há construções dos anos 20, também.

Os principais pontos turísticos de Huacachina

No último tópico, a gente falou sobre os passeios nessa região, começando pelo sandboard e chegando até mesmo no buggy. Agora, vamos apenas complementar tudo isso para você entender, de uma vez por todas, porque esse lugar é tão procurado por brasileiros e turistas do mundo todo.

O lago e a vila contam uma história a parte. É uma espécie de calçadão, que permite caminhadas ao ar livre das mais prazerosas. Há ainda bares e restaurantes. E a gente não pode terminar o assunto dos pontos turísticos sem falar da areia. Isso mesmo, da areia, que permite a apreciação das estrelas.

Isso você buscar pelos pontos mais altos das dunas, onde há luzes artificiais. O lugar é uma ótima forma de passar as últimas horas nesse oásis, sendo que lá não venta tanto como muita gente acha e nem é tão frio assim, quando se está no topo. Na internet, há vários relatos contando sobre isso.

Por fim, considere ainda Paracas, que é uma cidade que permite uma espécie de bate-volta para quem está em Huacachina. Assim, você poderá aproveitar para ver os famosos animais marinhos que estão lá. Além deles, há também pássaros, pinguins, leões e lobos marinhos.

As principais dicas sobre os passeios

A gente fez um breve estudo conversando com quem já esteve lá e conseguimos reunir algumas dicas que acabam ficando para trás, mas que são importantes para o brasileiro que vai passear em Huacachina.

Por exemplo, o melhor horário para fazer um passeio de buggy é as 16 horas. O motivo é simples: isso permite que o turista veja o pôr do sol no fim do passeio. Nesse passeio, é interessante levar chinelo e roupas confortáveis por conta da areia.

Ainda sobre os passeios de buggy ou qualquer outro, considere que essas regiões possuem muitos mosquitos. Logo, o repelente é peça fundamental na sua mochila de viagens.

Por último, temos que falar do chocoteja. O quê, você nunca ouviu falar disso? É uma espécie de bombom peruano que vai deixar o gosto mais doce na sua viagem ao Peru, você tem que experimentar. É incrível.

Como ir para Huacachina

A conversa está muito boa. No entanto, a gente ainda não tocou no principal assunto desse texto, que é sobre como ir para Huacachina. Então, bora lá fazer isso agora mesmo. Continue lendo e conheça os dois trajetos mais comuns lá no Peru, para se chegar no oásis.

Partindo de Ica

 

Ica é a principal cidade da região. Logo, em boa parte das vezes, será muito mais fácil chegar até Huacachina partindo de Ica. Aliás, a distância entre ambos lugares é de 5 quilômetros. Sendo assim, nesse caso, a melhor opção é pegar o ônibus para o deslocamento.

Isso se a gente considerar a viagem mais econômica. Inclusive, é legal saber que você também poderá encontrar veículos que vão direto para essas cidades, permitindo também esse tipo de turismo colaborativo. O mesmo acontece em Lima e Cusco.

Vamos imaginar outras partidas. Pense que você está em Paracas. Então, dá para pegar um ônibus direto até Ica. Nesse caso, você pagaria até 15 soles pela passagem. O mesmo vale para Lima, com preços que sobem para 45 soles. Se você sair de Cusco, o valor passa de 100 soles.

Resumidamente, se você estiver em Ica e quiser ir para Huacachina, saiba que dá para ir de ônibus, de carona, de táxi (em torno de 20 soles) ou mesmo usando um tuk tuk (5 soles).

Partindo de Lima

Outra ideia é para quem quer partir de Lima. Isso também responder à pergunta sobre como ir para Huacachina com o ônibus. Até mesmo porque a Saara do Peru é um destino turístico muito visitado. E notando isso, a Cruz del Sur se tornou uma das melhores empresas de lá.

É ela que faz a maioria dos trajetos e é considerada a mais confiável empresa do transporte rodoviário do país todo. Obviamente, os valores das passagens podem ser um pouco mais caros do que os preços das empresas concorrentes.

Para quem busca a opção mais rápida de viagem, saiba que o carro se torna alternativo: afinal isso não levará mais do que 4 horas e alguns minutos. Nesse caso, porém, o preço poderá chegar até quase R$ 45.

Informações úteis sobre as viagens para Huacachina!

Para quem estiver lendo essa matéria durante os dias da pandemia, saiba que, por enquanto, as viagens domésticas (dentro do país) não estão restritas no Peru. Portanto, tanto de Ica para Hucachina como de Lima para esse destino será possível.

Mas, há algo que muda: as restrições e condições de viagens. Assim, hoje em dia exige-se que os passageiros usem máscaras faciais de forma obrigatória, além de manter o distanciamento de 1 metro entre eles e seguir todas as dicas de segurança da Covid-19.

Sobre a hospedagem em Huacachina

Se você reparar vai ver que esse texto é praticamente um guia para quem vai viajar para o Peru e, mais especificamente, para Huacachina. Logo, considere que a gente não faltou nada até aqui sobre a hospedagem por lá. Porém, as notícias são boas.

Por exemplo, você já deve saber que o Peru é um país que aceita muito bem os hostels, que nada mais são do que espaços compartilhados e, por isso, mais baratos. Então, dá para ficar em Huacachina gastando pouco. E nós vamos citar alguns exemplos reais disso, veja.

O Banana’s Adventure Hostel

A nossa primeira citação que vem aqui é o Banana’s, muito conhecido dos brasileiros. Um dos diferenciais é que ele tem quartos compartilhados, o que é comum, mas também os privativos, que é ideal para quem quer gastar pouco, mas com mais privacidade.

Outro diferencial é que oferece café da manhã incluso na diária, além de uma piscina-bar e restaurante. No Booking, o Banana’s tem uma ótima nota, de 8,9 estrelas. Os quartos mais econômicos partem de R$ 100 por noite.

O Desert Nights Hostel

A próxima lembrança que temos aqui é do Desert Nights, que também tem os quartos compartilhados e mais privativos. Sendo que também conta com bar e restaurante. E mesmo que não tenha piscina própria permite que o hospede use a piscina do vizinho Desert Nights Ecocamp.

O Ecocamp, por sua vez, tem boa nota de recomendação também (8,9 estrelas), sendo que parte de R$ 120. Outra coisa é que os hospedes não ficam em quartos e sim em tendas, o que é um bom diferencial. Mas, os banheiros são compartilhados.

O Airbnb

E nós vamos fechar a listagem aqui com o famoso aplicativo de hospedagens chamado de Airbnb. O app é um dos mais usados em Ica, sendo que permite do aluguel de quartos compartilhados até mesmo apartamentos inteiros ou estúdios.

Outro diferencial é a variável opção de localizações dessas hospedagens, que vai dos lugares mais baratos até mesmo os mais chiques das cidades. Por fim, saiba que na internet dá para encontrar cupons de desconto que dão até R$ 300 de desconto na primeira reserva pelo app.

Tem hotel?

Para quem está muito interessado em como ir para Huacachina mas não quer uma hospedagem tão “econômica” assim, saiba que há sim opções de hotéis, que geralmente são mais caros, mas também possuem um certo conforto, que pode ser interessante para você.

Nesse caso, um ótimo exemplo para ser pesquisado com antecedência é o Hotel El Huacachinero, que tem nota de 8,4 na internet e diárias a partir de R$ 240 – com café da manhã.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui